Tuesday, October 10, 2006

O rato que definiu uma geração

O rato que definiu, não apenas uma marca, mas uma geração está agora votado ao nada merecido esquecimento.
De um dia para o outro as discotecas deixaram de ser abrilhantadas pelos padrões irreverentes das camisas SACOOR BROTHERS, e o domingo no shopping parece que se tornou mais cinzento, sem a presença do “Mickey” estampado nas costas das camisas. As meninas com pólos coloridos e largos, envergando orgulhosamente as cores do cornetto , parecem agora uma memória distante e ofuscada pelos tempos modernos do D&G de feira.



Reynaldo Gianecchini. enverga orgulhosamente Sacoor Brothers… bons tempos !

É incrível que é quando nos apercebemos que uma grande marca de roupa (talvez a melhor do mundo) atravessa uma fase menos boa, em que o desinteresse geral obriga o povo a deslocar-se para as “next big things” que surgem as condições propícias para o inicio de um culto underground. A camisa do rato, símbolo extremo da boa qualidade de confecção e design da Sacoor, é pois já um objecto de culto e símbolo de uma década, bem ao nível de peças como i-pod’s, game-boys, e edições de vídeo beta do “Debbie does Dallas”.



A camisa do rato , símbolo de bem estar económico e forte sucesso com as mulheres.

10 anos e a camisa do rato vai ser “Trendy” outra vez. Tudo o que é artista da vanguarda vai querer ter uma. Nos clubs da moda não se vai falar de outra coisa (esqueçam a salada de frutas com azeitonas que é o Via Rápida e a Kapital). Vários criadores vão buscar influencias ao catalogo da sacoor do final dos 90’s, criando bonitas peças, mas ficando a anos luz dos originais que vão estar bastante inflacionados. Os próprios sacoor brothers vão ser covidados a desfilar as suas coelcções nas mais conceituadas fashion weeks do mundo. A roupa acabará por nem ser muito criativa, mas o facto da presença do rato, torna-a sucesso garantido.
Hollywood compra os direitos da camisa e faz “Sacoor Brothers o filme” em que misturará animação digital com live performances de actores indianos, num misto de musical de bollywood com comédia ao bom estilo de “O Guru do Sexo”, contando ao publico uma linda fábula dos nossos tempos em que um Rato dá a vida por 2 Irmãos Indianos recém chegados a LA, ficando imortalizado em camisas.



Misha Barton veste Sacoor Brothers na 69ª gala de prémios Mundo Lego… mito ou realidade?

Claro que depois disto, o mundo será um sitio muito melhor para viver, de preferência sem guerras, droga, Sida e outras coisas más que não me lembro agora. É tudo uma questão de tempo, e paciência como diria o sábio mestre Yoda.


Obrigado a todos os que usaram Sacoor , e em especial ao Monstro que como eu, acredita que a camisa do rato vai um dia ter o seu merecido lugar no Louvre


15 comments:

Teodoro said...

Mas será isso tudo inveja? Ou apenas uma infância infeliz e frustrada que nunca te permitiram ter as roupas que sempre quiseste e invejas em outros?

ProvedordoEntendimento said...

é incrivel a quantidade de meninos, à qual a ironia, não pega mesmo...shame on you mr.teddy

Monstro said...

Eu concordo com o Teddy. Quem conhece o senhor Rebelde pessoalmente sabe que grande parte da roupa dele é do Fábio Lúcio.

howard_iz_cule said...

meu deus, o texto esta tao bem escrito que fiquei mesmo à espera de ver a camisa do rato na serie da moda daqui a 3 anos (quem sabe no OC, quem sabe vestida pelo George Lucas)

sacoor never dies...

Rebel__Rebel said...

Em reposta a ti Monstro, a minha roupa não é comprada na Fabio Lucio mas sim na Fabio's Fashion Boutique que para quem não sabe fica na rua do liceu Filipa de Vilhena,e é e tem um bonito stencil da molly beat na porta da entrada (não há que enganar portanto). Tive uma vez uma tshirt fabio lucci que usava com os meus Maluka Jeans com o Che Guevara estanpado no rabo, mas quando soube que esta era confecionada por crianças indonésias de 3 anos, deixei logo de a usar, porque eu sou totil correcto e amigo dos pobrezinhos e acho a América chunga (aliás tou sempre a dizer mal dos americanos, mas logo a seguir vou ver os 4 American Pie de rajada porque o cinema americano é "totil da cena"... para quem não reparou como o teddy , estou a ser irônico claro).

Quanto ao senhor Teodoro, o melhor é ele se dedicar a tempo inteiro à visualização de schetches dos Malucos do riso e do Gato fedorento, visto não ter percepção para mais :)

Rebel__Rebel said...

Afinal não é um stencil, é uma pintura mesmo !

Ah! e sketches ...tava mal escrito... distracção .. não tá mais :)

Luis Folião said...

as pessoas gozam com os paneleiros, os alentejanos, os deficientes, os pretos e com o quer que seja por pura inveja. toda a gente sabe isso.
gozar com as pessoas é tótil de errado sejam todos amigos e vivam em paz com o próximo, pois essa é a unica maneira de tb estarem em paz com voces mesmos
beijos para as meninas e passou bens para os meninos

howard_iz_cule said...

foliao dropping totil de conhecimento !

Ismael said...

eu até curto usar essa camisa por dentro do casaco da AE da Portucalense... e não vou mudar só por não curtirem, afinal ninguem deita 20 contos ao lixo.

howard_iz_cule said...

nao mudes nunca :)

Daniela said...

eu questiono-me o porquê destes comentários a um texto tão genial... o rato da sacoor é de facto um mito que sempre ficará por cima de todo e qualquer ícone da moda... ;)

sacoorato said...

as pessoas falam dos mcjobs mas nao sabem o que é ser a mascote da sacoor.

aparantemente o director creativo da malfadada marca andava a ver reruns do dartacao onde o heroi se faz acompanhar de um companheiro roedor e achou uma ideia genial para lançar a sacoor para um novo publico, nomeadamente para os clientes das disotecas com paredes brancas onde costumam ir presidentes das AE's de liceus por esse Portugal fora.

durante os 2 anos em que a minha camisa esteve na "berra" desflorei muita garina por esses colegios fora, incluindo a matilde dos MCA que na altura era cyber-gotica

Mischa Barton said...

"Good Girls Go to Heaven Bad Girls Go Everywhere" a famosa camisola da boutique "Os Vinte e Um" era outra coisa que eu tambem não me importava nada de vestir...

i_love_favelachic said...

Quando conheci o meu namorado (no Cais de Gaia) ele estava com a camisa do rato :)
Aqui fica o meu testemunho:

Obrigada, Sacoor Brothers, pelo amor à primeira vista.

Amo-te muito, Lívio Jorge.

Rebel__Rebel said...

Realmente, curioso! De notar a semelhança entre o Rato da camisa Sacoor, e o sidekick do Dartacão (que nos episódios mais avançados da série, passou a usar uma peruca abixanada).