Sunday, March 05, 2006

Dom Duarte de Bragança fala ao País



Alô Portugal!
Devo-vos dizer que é com muita pena que me encontro exilado nas ilhas Galapago. Convosco passei uns bons anos, tive uns filhos que pareciam uns deficientes mas acima de tudo comi bem e diverti-me nas festas do jet set português e nos casamentos da realeza africana. Discordo completamente com o meu exilo. Achei realmente inovador usar os meus conhecimentos de Engenheiro Agrícola em prol da nação e criar nas minhas quintas transmontanas a primeira Mega Plantação de cocaína em Portugal. Pensem bem meninos e meninas, nunca mais teríamos de exportar cocaína da américa latina e passaríamos a ser os fornecedores de produto para a Europa. Finalmente passados 500 anos, recuperávamos o lugar que a Grã Bertanha nos havia roubado, e voltaríamos a dominar Europa. O império Português iria renascer das cinzas. Iríamos finalmente ganhar o festival da Eurovisão. Já estou a ver o Pirilampo Mágico nos prémios MTV, ou o Super Pai em horário nobre na Fox. A Língua Portuguesa tornar-se ia a mais falada no mundo seguida do brasileiro.
Arranjaríamos um novo Luís de Camões para cantar os feitos actuais de Portugal. Até tinha em mente um trovador, o Rui Bandeira , com aquele seu ar de eterno Don Juan que dá para os 2 lados.
No entanto a ideia não agradou à GNR local que logo pós em causa a minha até então recentemente criada plantação. Devo dizer que ainda animei umas festitas com o meu produto. Omeu pó de arroz, produto nacional de qualidade excepcional, agradava a todos os Jovens dos 7 aos 77,desde a jovem Isaurinha, à Betty do Conde, que já está meia mumificada.
Infelizmente a minha detenção foi tão breve , que nem tive tempo de levar algumas doses até às festas do Jet Set peruano.
Agora no exílio , choro o triste fado de Portugal , com saudade e nostalgia, e a esperança de um dia voltar e me sentar no trono do palácio de Belém (que na altura irei transferir para o Oceanário do Parque das Nações porque gosto muito de golfinhos). Até lá divirto-me por aqui a ver o “Lusomundo channel” dobrado em espanhol, enquanto como bananas e cocos. A minha maior dor? Não poder ver as fotos da Cinha e da Pimpinha seminuas na revista GQ. E pensar que essa miúda esteve quase pra ser minha filha. Espero que o mundo lego faça esta carta chegar até vós, dado eu ter doado um pulmão para que eles publicassem o meu manuscrito. Até ao meu regresso.

XXX
Dom Duarte de Bragança ( herdeiro do trono de Portugal )

4 comments:

howard_iz_cule said...

0s meus mais sinceros cumprimentos ao xor Duarte. É lamentavel que as autoridades nao reconheçam uma grande ideia, é impossivel modernizar Portugal se quem puxa a carroça é exilado!

Mal li o artigo da revista Sabado sobre a cocaina estar de novo na moda no jetset, lembrei me logo de si Dom Rei.

1 abraço e bons luaus!!

Raínha de Espanha said...

Eu acho que os proprietários deste blog pegam de empurrão. Esta é a minha opinião quanto a todos os assuntos aqui referidos.

howard_iz_cule said...

Pegar de empurrao é algum conceito da social-democracia??..hmm será uma referencia à homossexualidade?! nunca percebo indirectas

Daniela said...

escolher entre cavaco e dom duarte... hum...