Sunday, January 08, 2006

Entrevista com Zé Maria



Eram 14horas quando Zé Maria chegou ao Porto Doce na Foz, o local combinado para esta entrevista.
Por de baixo da camisa aberta da sacoor trazia uma T-shirt com o Gil da Expo estampado e nos pés umas sapatilhas puma "Monstro". Na cabeça uns oculos arnette.
Toda esta imagem fez me antever grandes mudanças na carreira deste que outrora fora a cara mais conhecida deste país mas hoje estava votado ao esquecimento.
MundoLego: Olá Zé!
Zé Maria: Olá! Tudo Bem?
ML: Graças a Deus! Antes de mais já notei a tua nova imagem. Desculpa, mas pareces uma tentativa de beto falhado.
ZM: Lá em Barrancos, isto é o ultimo grito. Eu sou considerado um icon da Moda. Até fui convidado a desfilar no “Barrancos é Moda”
ML: Apesar de não teres altura suficiente para isso…
ZM: Sabes que na Moda como na foda, o tamanho não é tudo…
ML: Pois, pois… Zé Maria tu foste em tempos um marco cultural do nosso país. Ganhaste o reality show mais visto em Portugal, foste capa da Maria e da TV7dias , mas como tudo o que é bom acaba , foste esquecido pelo publico. Achas que a tua postura na casa do Big Brother contribuiu para isso?
ZM: Não, de forme alguma. Eu venci o concurso…
ML: Sim, mas toda a gente sabe que foste o único concorrente que não pinou lá dentro.
ZM: Isso é mentira. A Riquita também não teve sexo.
ML: A Riquita teve lá dentro 2 dias. Tu estiveste 4 meses. Alem do mais, na fase final do programa estavas lá dentro com a Susana e nunca se passou nada.
ZM: As pessoas esquecem-se de que a câmara não mostra tudo. Eu cheguei a bater umas punhetas lá dentro.
ML: Uma das grandes dúvidas do Publico era a razão pela qual chamavas à Susana “Cabeça Amarela”, Tinha alguma relação com a cabeça do pénis?
ZM: Tinha, sim. A cabeça dela tinha a forma de um pénis (risos).
ML: Depois do programa namoraste algumas das mais bonitas mulheres deste país. No entanto nunca deste o nó. Tens dúvidas acerca da tua sexualidade?
ZM: Não compreendo…
ML:És homossexual??
ZM: Homossexual… Euuuuuuuuuuu???? Ninguém tem nada com isso ...
ML: Sentes que a TVI e a Endemol te abandonaram em função de estrelas mais recentes, como por exemplo o José Castelo Branco?
ZM: E uma pergunta difícil. Eu prestei o meu serviço, cumpri os pontos do meu contrato. Foram me dadas várias oportunidades, tive o meu próprio programa, e não me arrependo de nenhuma decisão tomada.
ML: Sim, mas houve uma altura em que tu andaste um bocado em baixo, cometeste uma tentativa de suícidio.
ZM: Hoje em dia toda a gente se tenta suicidar…
ML A carreira de José Castelo Branco, o “Conde” tem muitos pontos em comum com a tua. Isso quererá dizer que também ele será esquecido após todo este tempo de glória?
ZM: Primeiro devo dizer que eu sou bastante amigo do Conde, e sei que ele é uma pessoa perfeitamente capaz de gerir a sua carreira. Além do mais não considero a minha situação actual como esquecido pelo público. Apenas me afastei para agora regressar em grande.
ML: Daí a tua mudança de imagem. E que surpresas nos vais trazer tu.
ZM: Estou a preparar um disco, com edição marcada para Maio. Vai ser um álbum inovador marcado por vários estilos musicais, mas sobretudo o popular e o dance. Por detrás deste mega projecto estão vários músicos de renome como o guitarrista dos “Diapasão”, o baterista dos ex- “Super Teen”, o cantor Quim Gouveia, e o DJ Fashion que já se ofereceu para remisturar o single de apresentação. Carlos Tê escreveu-me algumas músicas, eu escrevi outras, e ainda vai ter duas covers, uma do “24 rosas” do José Malhoa e outra do “Purple Rain” de Prince.
ML: Pois, tu ultimamente tens sido visto com o DJ Fashion um pouco por todo país…
ZM: É verdade. Eu conheci o DJ Fashion na queima, já um bocado bêbado. Disse-lhe que gostava muito das músicas que ele punha e que os seus sets eram os melhores do país
ML: Pois, é preciso estar bêbado para dizer isso…
ZM: Palavra puxa palavra, e ficamos grandes amigos. Falei-lhe do meu interesse em gravar um disco, e ele concordou logo em participar. Daí que eu o tenho acompanhado nos sítios a onde actua. É uma espécie de pré tour.
ML: E o que é que fazes nessa pré tour???
ZM: Olha, tenho posto uns discos. Passo algum Euro-Dance misturado com RnB e Kizomba… tem sido um sucesso. No outro dia estivemos a actuar na festa do azeiteiro no Via Rápida.
ML: Festa do Azeiteiro no Via Rápida??? Isso é todas as semanas lá?
ZM: Não é nada o Via Rápida é muito selecto.
ML: Eu só vejo Sopeiras e gajos vestidos de ganga integral e gel no cabelo a irem pra lá!
ZM: Não , isso não é o Via Rápida… Isso é o Industria.
ML: Pois… deve ser, sabes, eu já não saio à noite há muito tempo.
ZM: Pois é…devias ir ao Via Rápida, ao Rivers e ao Capital Samba… isso sim são sítios onde dá boa musica!
ML: Não é muito o meu género.
ZM: Seu caseiro de merda. Achas que eu cheguei aonde cheguei por ficar em casa???
ML: É … se calhar estou a precisar de adoptar o teu estilo de vida.
ZM Depois eu arranjo-te free passes pró La Movida.
ML: Óptimo, estou a precisar de papel para limpar o rabo.
ZM: Ok! Fica combinado. Adeus então.
ML: Xau e Obrigado. (espero que ele saia) Looser!

2 comments:

howard_iz_cule said...

mega LOL

Barco Rebelo said...

COitado do Ze Maria! Axo que ainda tenho uma caneca com ele lá em casa